Dia das Mulheres

Seria muito incomum da minha parte no dia de hoje, não dedicar a minha humilde palavra de hoje para as mulheres, seria ignorar a minha origem e tudo que ela representa na minha vida. As mulheres são os pilares fundamentais da humanidade, não existe a concepção do ser humano sem a presença das mulheres. E mesmo que o meu ambiente, minha cultura, meu circulo social e os valores que permeiam a minha vida, proporcione atualmente uma valorização e sustentação da figura da mulher na sociedade, é notório saber que  ainda é preciso muito esforço da sociedade para reduzir as desigualdades e injustiças diante da  simples diferença de gênero.

E para que atualmente você tenha exemplos práticos em sua vida, de mulheres que hoje possuem um lugar de destaque na sociedade com posição de igualdade no ambiente familiar, social e profissional, foi necessário muita luta na história da humanidade principalmente o que foi registrado nos últimos dois seculos principalmente com a revolução industrial.

No século 19, a luta começou com os movimentos de operários que protestavam em vários países da Europa e no Estados Unidos. Com jornadas de trabalho que beiravam as 15 horas diárias e baixíssimos salários, organizações femininas passaram a compor esses movimentos revindicando melhores condições de trabalho e fim do trabalho infantil. Os primeiros protestos organizados aconteceram nos estados unidos quando em Fevereiro de 1908, cerca de 1500 mulheres aderiram as manifestações em prol da igualdade econômica e politica no país. Mas o que marcou o dia oito de março foi em 1917 com um protesto que totalizou 90 mil operarias na Russia conta o Czar Nicolau II, pelas más condições de trabalho, a fome e a participação russa na primeira grande guerra, e ficou conhecido como o protesto de “pão e paz”, esse protesto foi um dos componentes para a revolução russa que tirou a autocracia dos Czares com a tomada de poder pelos Bolcheviques que deram origem a União Soviética. É fato que a mulher tem um papel estratégico na história e na construção da nossa sociedade.

Desde então, precisou muitos anos e muita luta de movimentos feministas para que a Organização das Nações Unidas (ONU) assinasse o primeiro acordo internacional, que orientava os princípios de igualdade entre homens e mulheres em 1945, e a data de oito de março só foi reconhecida oficialmente apenas em 1977. Com isso, o dia é marcado para que as pessoas reflitam e debatam sobre as descriminações, violências morais e físicas que muitas mulheres sofrem em muitos lugares do planeta. Um debate que não deve ser feito apenas um dia do ano, mas sim todos os dias no combate de hábitos, culturas a atos descriminatórios.

Considerando a história no contexto de nossa homenagem, cabe aqui enaltecer a minha admiração  a todas as mulheres que me rodeiam, seja na minha família, nas rodas de amigos e colegas de trabalho, tenho muita felicidade em compartilhar o meu dia com essas mulheres. Trazem um aprendizado enriquecedor a cada dia que tenha a oportunidade de interagir com elas, cada uma do seu jeito, cada uma sendo unica. E na intenção de personificar e representar todas as mulheres que tenho a minha admiração, quero deixar a minha homenagem para cinco mulheres que me ajudou e ainda ajudam a construir o  meu caráter. Falarei em ordem de idade , uma vez que todas representam a mesma importância na minha vida do qual cada um tem as suas devidas particularidades.

Arylda Carrano Camargo

13912319_10153885969256242_8826264119067281288_n

Minha Avó paterna, teve seis filhos, criou sua família praticamente sozinha depois que meu avó Armando faleceu em 1975. Mulher trabalhadora e admirada por todos, principalmente por sua disposição e boa saúde física e mental que goza atualmente mesmo passando dos 90. É uma verdadeira matriarca, ora e apoia a todos que precisam de ajuda. Tenho uma gratidão enorme por ter a oportunidade de ser criado e crescer junto com ela.

Hemina Biazon Gori

Minha Avó materna,  teve sete filhos criados com muito esforço, foi uma verdadeira dona de casa batalhadora que viveu como mulher da sua época, marcou a minha infância por sua postura rígida com relação aos modos mas nunca deixou de ser amorosa comigo, era uma excelente cozinheira. Ele nos deixou em 1998, mas levo muito do que aprendi com ela até hoje.

Maria Cecilia Gori Camargo

582833_101065903372732_2045644574_n

Minha Mãe, minha primeira mulher, minha vida.Ele teve dois filhos, eu e Ana Elisa. Nos criou a sua maneira (e como batalhou pra nos criar) me ensinou tanto quando ela imagina ter ensinado. Ela é fundamental em casa, nos apoia, orienta, cobra e nos ama. Enfermeira de uma unidade de saúde, tem sua especialização na saúde da família, atende a população de Curitiba a mais de 15 anos, população que em sua maioria é carente e necessita do atendimento de pessoas humanas, exatamente como a minha mãe é.

Maria Claudia Monteiro Tuoto

DSC_02202

Minha Noiva, minha namorada, minha revelação. Chegou na minha vida faz dois anos, e agora ocupa um lugarzinho especial na minha vida. Faz um trabalho incrível como fonoaudióloga, pedagoga e psicomotricista, tem seu consultório de fonoaudiologia que atende crianças com autismo e síndrome de Down. Desde que conheci ela, eu tenho certeza que ela possui um pó magico que fazem as crianças adorarem ela, e seu trabalho faz que essas crianças conquistem um espaço significativo na sociedade no futuro, até mesmo no simples ato de falar. Tenho uma admiração tremenda pela pessoa que ela é e os sonhos que ela quer conquistar, uma verdadeira mulher que quero sempre ter do meu lado.

Ana Elisa Gori Camargo

1401833_10201764257603580_1746690012_o

Minha irmã caçula,  é arquiteta e urbanista, faz dos traços de linhas de um projeto em algo concreto, com estética e função, trabalha duro com honestidade e qualidade para o crescimento urbano para a cidade que ela trabalha. Dotada de uma inteligencia e genialidade invejável, não mede esforços para garantir sua palavra e sua integridade. Ela em casa é daquela que quando acorda, ninguém mais dorme, e também nos ensina tanto quando ela imagina. Tenho muito orgulho e admiração por seus esforços como mulher que  demonstra a cada dia crescer e mostrar pra que veio a esse mundo.

Assim concluo minha homenagem ao dia das mulheres, sendo grato  por elas, reconhecendo sua presença e parabenizando pela luta, que ainda continua firme e forte diariamente pela igualdade e respeito numa construção de uma sociedade mais justa.

Até a próxima

Luiz Américo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s